Zeca de Mello

Zeca de Mello é um renomado professor das Fundações Dom Cabral e Getúlio Vargas e palestrante com vasto conhecimento em liderança, educação humanística e engajamento corporativo.

SOBRE O PALESTRANTE

Zeca de Mello dedicou 12 anos de sua vida como sacerdote, período em que estudou filosofia e fez doutorado em teologia na Universidade Gregoriana de Roma.

Após deixar a batina, o ex-padre decidiu continuar engajando pessoas com sua visão ímpar de perceber as pessoas e o mundo, mas, dessa vez, nas salas de aula e palcos empresariais por todo o país.

O palestrante, que já trabalhou com um grande número de empresas públicas e privadas, consegue discutir sobre temas delicados como a ética, a empatia, e as relações humanas, sem perder o foco nos objetivos e necessidades de cada organização ou projeto.

Alguns Cliente: Globosat, Vale, SEBRAE, SENAC, FIRJAN, Seleção Brasileira de Vôlei masculino, Embrapa, Petrobrás, Oi, VIVO, Bradesco, Itaú, Caixa Econômica Federal, BNDES, GE, CCR, Unimed, Coca-Cola, Unilever e TVGlobo.

Por que convidar Zeca de Mello para o seu evento?

Seus temas podem ser customizados de acordo com o perfil dos participantes, objetivo do evento e expertise do palestrante.

TEMAS DE PALESTRAS
01

A arte de engajar pessoas

Não há verdadeiro desenvolvimento sem o envolvimento entre as pessoas. No entanto, a motivação intrínseca e o engajamento genuíno, tão almejados pelas organizações na sociedade pós-industrial, não é tarefa fácil.

Na palestra teremos a oportunidade de aprofundar o conceito e a prática da motivação e engajamento para fortalecer a cultura da organização e o vínculo entre as pessoas.

Em tempos acelerados e de muitas incertezas, os participantes poderão enriquecer a gestão de suas equipes tendo em vista o comprometimento das pessoas com base nos valores da organização.

02

Liderança Inspiradora

Adepto da liderança positiva, Zeca de Mello prova, através de cases e exemplos sólidos, como o líder é o condutor principal das relações, da influência e do clima organizacional. 

 Durante a palestra, sempre de maneira reflexiva e leve, ele alinha a importância dos resultados com a necessidade de se cultivar – e acreditar – nos talentos e colaboradores das equipes corporativas.

03

Empatia: uma prática necessária em tempos acelerados

“Empatizar é uma forma avant-garde de viajar, em que você se coloca no lugar de outra pessoa e vê o mundo através da perspectiva dela. É uma viagem de Aventura, muito mais desafiadora do que fazer um bungee jumping ou um trekking sozinho pelo deserto.” (Roman Krznaric)

Somos todos filhos de uma sociedade hiperindividualista e hiperconsumista. Aprendemos a definir sucesso como não depender do outro. O próprio interesse é o que conta. Vivemos em meio a uma crise global de Empatia.

Praticar a Empatia ajuda a:

Na escola da empatia, sejamos sempre alunos!

04

Reaprender a aprender: desafio para pessoas e organizações

“O analfabeto do século XXI não será aquele que não consegue ler e escrever, mas aquele que não consegue aprender, desaprender e reaprender”. (Alvin Toffler)

Saber aprender é uma competência fundamental para enfrentar a crescente complexidade em todos os campos da vida. É também um passo essencial para a mudança de modelos mentais. Lidar com o novo requer aprendizagem, “desaprendizagem” e reaprendizagem.

Mas será́ que pessoas educadas em um modelo tradicional de educação sabem aprender?

“As organizações funcionam do jeito que funcionam por causa da maneira pela qual trabalhamos, pensamos e interagimos: as mudanças exigidas não são apenas nas organizações, mas em nós também”. (Peter Senge)

Se mudança requer aprendizagem, é preciso saber aprender para mudar!

05

Cultivando Confiança

“Confiança se ganha em gotas e se perde em litros.” –  Jean-Paul Sartre, filósofo francês (1905-1980)

Quem sabe calcular o impacto e a perda de valor de uma organização após um escândalo de corrupção ou um sério acidente? Em tempos de transformação digital e muitas incertezas, a confiança emerge como grande ativo, desejado por todas as empresas e lideranças.

Precisamos pensar os novos equilíbrios e novas formas de confiança na era digital, envolvendo campos disciplinares diferentes: filosofia, sociologia, tecnologia, direito, design.

Confiança é a palavra que está nos lábios de todas as lideranças. Sem ela, não conseguiremos reinventar nosso futuro. No entanto, ela não surge por decreto. Confiança se cultiva!

Tópicos abordados:

1. A dinâmica da confiança: Não existe relação de confiança sem alguma fragilidade exposta. Ter certeza não é o mesmo que ter confiança.

2. Sociedade da (Des)confiança: Confiança é o pilar de uma sociedade. Aceleração social, Complexidades e incertezas. Transformação digital: Blockchain, o protocolo da confiança? Confiança, nova moeda na economia digital. A economia da confiança. Novas formas de confiança na era digital.

3. Credibilidade e Confiança nas organizações: Valor intangível da Confiança. Cultura de Confiança, Segurança, compliance, engajamento genuíno. Existe autêntica liderança quando relações de confiança são cultivadas.