12 de abril de 2019
Palestra e Workshop - DMT Palestras

Você sabe qual é a diferença entre palestra e workshop?

 

Palestras e workshop, cada vez mais comuns no mundo corporativo, os eventos são uma oportunidade de ampliar a visão de colaboradores e profissionais de um determinado segmento por meio do olhar de quem está, muitas vezes, de fora daquela organização.

Além de contribuir para a gestão do conhecimento, oportunidade para novas parcerias e networking, eventos como palestra e workshop acabam fomentando um espaço propício para a criatividade, com a geração de novos insights que podem se tornar valiosos para a corporação.

No texto de hoje vamos explicar qual a diferença entre palestra e workshop para que você nunca mais fique na dúvida. Confira!

 

Como funciona uma palestra?

 

Palestrante Miguel Falabella

As palestras são apresentações orais de curta duração – geralmente variam entre 1 e 2 horas – em que o palestrante introduz um determinado tema e provoca insights e interações junto ao público. Você certamente já participou de alguma, seja na escola, na faculdade ou mesmo na sua empresa.

Existem diversos formatos de palestras, algumas são abertas para participação do público, e, em geral, o palestrante faz uma apresentação sobre um tema relevante e compartilha alguma experiência marcante na sua trajetória com o público. Pode ser um case de sucesso, uma vivência profissional, ou como foi o processo criativo para o desenvolvimento de um novo serviço.

O palestrante, em geral, é uma referência no assunto a que se propõe falar. Pode ser um nome reconhecido graças a uma visibilidade dada por um canal de comunicação, por exemplo, ou um especialista em uma determinada área acadêmica.

Afinal, o público que foi até ali tem alguma familiaridade (mesmo que seja apenas interesse) com o tema e tem uma expectativa de deixar o local com mais bagagem do que entrou.

 

Afinal de contas, o que é um workshop?

 

O nome, por si só, já diz a que veio: workshop quer dizer “oficina”. De maneira geral, essa prática é mais extensa. Existem workshops de algumas horas ou mesmo de um fim de semana inteiro.

A ideia é que o facilitador seja uma referência no assunto (assim como o palestrante) e ajude o público a desenvolver suas habilidades naquele determinado assunto. Ou seja, o workshop também tem um quê de prática, já que o objetivo é que as pessoas desenvolvam um determinado projeto ou ideia e discutam sobre isso no final.

O público é agente ativo nessa prática porque vai construir, junto ao facilitador, alguma solução para um problema abordado ali. Por isso mesmo, o workshop é tratado muito mais como um treinamento do que como um processo de escuta.

 

Então, qual a diferença entre palestra e workshop?

 

Palestrante Gustavo Ziller

Não existe só uma diferença entre palestra e workshop. São várias. Uma pessoa que vai a uma palestra esperando um workshop, provavelmente, sairá de lá bastante frustrada.

Em uma palestra, o público é ouvinte, embora muitos palestrantes gostem de encorajar a participação da plateia durante todo o evento. Seu papel é limitado a ouvir o que o palestrante tem a apresentar e, eventualmente tirar alguma dúvida. Na palestra, a estrela é o palestrante. Já no workshop, a colaboração entre facilitador e o público é muito maior.

Outra diferença é a duração dos eventos. A palestra é mais curta e, o workshop, mais longo.

Uma palestra também tem um foco mais teórico e reflexivo. A plateia é convidada a pensar em uma determinada situação e refletir sobre as lições apresentadas pelo palestrante. Já no workshop, o público deve apresentar algo mais concreto, uma solução, protótipo ou ideia em estágio mais avançado.

 

Agora que você já sabe qual é a diferença entre palestra e workshop, que tal conhecer um pouco mais sobre nosso time de palestrantes?

 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

Nossos Clientes

Conheça as empresas que utilizam o DMT Palestras.